Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Artigos
O Pesach e o Mãshiach

O Pesach é um chagh (Festa) dentre alguns outros chagim estabelecidos no Tanakh. O Pesach pela própria Torãh é um chagh diferente dos demais chagim, e para aqueles que levam o testemunho de Yeshua, certamente veem este chagh com um destaque especial. 


Vamos analisar um pouco este chagh e a sua relação com o Mãshiach e entender o porquê este chagh é tão importante. 


Analisando a Torãh 


Antes de tudo, devemos buscar entender pela Torãh o que é Pesach. Pesach (פֶּסַח) significa "passagem" que vem da raiz Pãsach (פָּסַח) que por sua vez tem uma ideia de interrupção. Logo, seguindo a ideia dada pela origem das palavras, nós temos uma "interrupção" que nos deu uma "passagem". Isto é interessante, pois pela própria Torãh, nós vemos que o Povo estava em um processo de libertação, onde YHWH mandava as pragas para que o Faraó libertasse o Povo e o deixasse ir, porém, neste processo, houve uma interrupção e o Povo celebrou este Chagh apressadamente, pois YHWH estava para lhe abrir uma Passagem. 


O Pesach não se trata de um dia, ou um serviço, mas sim de um sacrifício, assim como podemos ver em Shemoth 12.21. 


"Chamou pois Mosheh a todos os anciãos de Yis'rã'el, e disse-lhes: Escolhei e tomai vós cordeiros para vossas famílias, e sacrificai a páscoa[hapãsach]." 
Shemoth/Êxodo 12.21 


Como podemos ver, Mosheh se refere ao cordeiro como o Pesach. Porém, dentre todos os sacrifícios descritos pela Torãh, o Pesach é o único que se tornou um chagh e há prescrições de chagh a respeito deste sacrifício. É notável também que todos os sacrifícios que ocorrem em um chagh tem valor secundário, porém, este é o único sacrifício que é um chagh e ainda por cima, o objetivo do chagh é o próprio sacrifício. 


Agora eu creio que vem a todos a mesma pergunta: "Por que este sacrifício é tão especial?". O Pesach se destaca de todos os demais sacrifícios porque este é o único sacrifício pela vida. Todos os demais sacrifícios tem o objetivo de expiação de pecados, oferta, voto, etc. Porém, somente o Pesach tem como objetivo a vida do indivíduo. 


"Chamou pois Mosheh a todos os anciãos de Yis'rã'el, e disse-lhes: Escolhei e tomai vós cordeiros para vossas famílias, e sacrificai o Pesach. Então tomai um molho de hissopo, e molhai-o no sangue que estiver na bacia, e passai-o na verga da porta, e em ambas as ombreiras, do sangue que estiver na bacia; porém nenhum de vós saia da porta da sua casa até à manhã. Porque YHWH passará para ferir aos egípcios, porém quando vir o sangue na verga da porta, e em ambas as ombreiras, YHWH passará aquela porta, e não deixará o destruidor entrar em vossas casas, para vos ferir." 
Shemoth/Êxodo 12.21-23 


O sacrifício do Pesach representa para Yis'rã'el o livramento da morte, logo, Pesach tem o significado de vida. Aqueles que não observaram este mandamento, tiveram suas vidas levadas por YHWH. Além de representar vida, o Pesach representa também uma nova vida, pois YHWH retirou do Egito o Povo para os levar à terra que mana leite e mel. Então, vemos que o Pesach é o livramento da morte e a passagem para uma nova vida. 


"Assim pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; o Pesach à YHWH." 
Shemoth/Êxodo 12.11 


Vimos muitos elementos e significados bastante interessantes até aqui, mas com certeza, não vamos parar por aqui. Ainda existe mais uma observação a ser feita a respeito do Pesach que é muito importante. O Chagh Pesach é o único chagh que dá uma nova chance para as pessoas celebrarem este chagh, caso a mesma estivesse impossibilitada de celebrar no momento devido. 


"Fala aos filhos de Yis'rã'el, dizendo: Quando alguém entre vós, ou entre as vossas gerações, for imundo por tocar corpo morto, ou achar-se em jornada longe de vós, contudo ainda celebrará o Pesach à YHWH. No mês segundo, no dia catorze à tarde, a celebrarão; com pães ázimos e ervas amargas a comerão." 
Bamidh'bãr/Números 9:10-11 


Isto é fantástico, pois, o fato de termos duas oportunidades de celebração, não lhe faz lembrar do Mãshiach? Isso mesmo! Yeshua por sua vez, veio ao mundo e nos foi sacrificado, seu sacrifício era um sacrifício para nos trazer vida, mas o mundo não estava preparado, pois Yis'rã'el não tinha se purificado, e hoje, estamos nos purificando e santificando para a vinda do Mãshiach que é a nossa segunda oportunidade para interromper a morte e receber a vida. 


Como o Tanakh descreve o sacrifício do Mãshiach 


Este tema com certeza, é bastante polêmico e desenvolve bastante debates no meio judaico. No meio judaico é comum o entendimento de que sacrifícios humanos são abomináveis perante a Torãh e por isto, o sacrifício de Yeshua seria algo "abominável". Vamos analisar melhor esta estão! 


É certo que sacrifícios humanos é abominação diante de YHWH, assim como podemos ver abaixo. 


"Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;" 
Devãrim/Deuteronômio 18.10 


Certamente, não podemos oferecer uma pessoa como sacrifício humano para qualquer finalidade. Mas a própria Torãh também nos mostra casos onde a vida humana serve de expiação. 


"Assim não profanareis a terra em que estais; porque o sangue faz profanar a terra; e nenhuma expiação se fará pela terra por causa do sangue que nela se derramar, senão com o sangue daquele que o derramou." 
Bamidh'bãr/Números 35.33 


É fundamental entender que YHWH não nos pede sacrifícios humanos, mas Ele mesmo determina que, o sangue de um homem expia sobre o sangue de outro. Ora, se a vida está no sangue (vide: Gn 4.10; Lv 17.11), é o sangue que afasta a morte (como o sangue nos umbrais das portas), e para o sangue derramado (perda da vida), será necessário o sangue de outro para a expiação. 


O profeta Yesha'yãhu fala a respeito de um servo sofredor, que entregará sua vida como expiação. 


"Todavia, a YHWH agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer de YHWH prosperará na sua mão." 
Yesha'yãhu/Isaías 53.10 


É importante ressaltar, que Yesha'yãhu não está induzindo a um ritual macabro de sacrifícios humanos, mas sim, está dizendo que YHWH se agradou em ver seu servo lutando para levar sobre si o pecado, pois foi através do pecado que a morte reinou sobre o homem, e pela morte deste justo, o pecado foi anulado para que a morte não domine mais sobre o Homem. 


Mas agora vem o grande debate: O servo sofredor é Yis'rã'el ou o Mãshiach? 


Não sendo muito extensivo neste ponto, vamos apenas a algumas reflexões a respeito deste tema. Em que momento o Povo foi justo para que eles carregassem as transgressões de alguém? Ora, se o Povo tivesse sido justo, jamais haveria exílio, Yis'rã'el seria até hoje um reino próspero e dominante. Além disto, percebemos que pelo contexto, Yis'rã'el estava no exílio, o que deixa mais claro que Yis'rã'el não pode ser o justo mencionado. Outro ponto importante a ser analisado, é que nos capítulos anteriores onde o servo é Yis'rã'el, o profeta fala em nome de YHWH na 3ª pessoa do singular, porém, em Yesha'yãhu 53 o profeta fala na 3ª pessoa do plural, como que o profeta desta vez, está falando em nome do Povo. 


Estas e outras observações nos levam a entender que o servo sofredor se trata de uma pessoa que morreu por causa das nossas transgressões. Mas onde no texto diz que este servo é o Mãshiach? 


"Porque foi subindo como renovo[kayyonêq] perante ele, e como raiz[wekhasshorésh] de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos." 
Yesha'yãhu/Isaías 53.2 


No pãsuq (versículo) acima, temos duas palavras chave para entender quem é o servo sofredor. Começando pela mais simples, temos wekhasshorésh que também encontramos em Yesha'yãhu 11. 


"Porque brotará um rebento do tronco de Yishãy/Jessé, e das suas raízes[mishãrrãshãw] um renovo[wenêtzer] frutificará." 
Yesha'yãhu/Isaías 11.1 


As palavras raízes em ambos os textos vem de uma mesma raiz que é: Shoresh - שֹׁ֫רֶשׁ. 


Apesar de ambos os textos a tradução trazer a palavra "renovo", foi usados palavras diferentes no texto Hebraico, porém, sua ligação está um pouco mais além. Kayyonêq tem o sentido de uma planta que está nascendo no solo, que é o contexto de Yesha'yãhu 53, porém, wenêtzer se trata já de um ramo crescido, logo a diferença entre os termos é clara, mas o contexto as une dentro de um mesmo significado. 

 

Conclusão 

 

Portanto vimos aqui que, o Pesach é um Chagh especial que representa vida. Que a morte reinou no Homem através do pecado do Homem, do mesmo modo, a vida reinará pela morte em um homem justo e que este justo será um descendente de Yishãy (Jessé), em outras palavras, o Mãshiach.

Material produzido por: Edenyah ben Adam
Conecte-se conosco no Facebook
Siga-nos no Instagram
Siga-nos no Twitter
Se inscreva em nosso Canal
Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Proibida a reprodução sem o consentimento dos responsáveis