Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Artigos
O Conceito Tanaico de Testemunha

Vemos na Berith Chadhãshãh que Yeshua é chamado de “Testemunha fiel” conforme o pãsuq abaixo.

"E ao anjo da Qehilãh de Laodicéia escreve: Isto diz o Amen, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Elohim:"
Gely'ãnã/Apocalipse 3.14

Mas o que seria esta “testemunha fiel”? O que as escrituras pretendem nos revelar ao dizer que Yeshua é a testemunha fiel?

Analisando o Tanakh

Em Hebraico o termo “testemunha” é visto através da palavra (êdh – עֵד). Porém, a compreensão semita a respeito de “êdh” está um pouco mais além de simplesmente “testemunha”. Sim, “êdh” é corretamente traduzido como “testemunha”, mas devemos entender que o termo é mais amplo que isto.

Vamos começar vendo a sua aplicação comum, que é a aplicação como “testemunha”.

"E quando alguma pessoa pecar, ouvindo uma voz de blasfêmia, de que for testemunha [êdh], seja porque viu, ou porque soube, se o não denunciar, então levará a sua iniqüidade."
Wayq'rã/Levítico 5.1

No pãsuq acima vemos que a testemunha é aquele que presenciou algo, que no exemplo é a blasfêmia. Este é o sentido que temos atualmente de testemunha.

Se Yeshua é uma testemunha fiel, logo cremos que Yeshua vive e todas teorias que Yeshua morreu em combate ou coisas do tipo caem por terra, uma vez que os mortos não testemunham, mas Yeshua morreu e reviveu, testemunhando o milagre da nova criação.

Mas como já dito, “testemunha” é um termo muito mais amplo dentro da cultura semita, e vamos começar a entender as aplicações de “êdh” dentro do pensamento semita.

"Porém se lhe for dilacerado, trá-lo-á em testemunho[êdh] disso, e não pagará o dilacerado."
Shemoth/Êxodo 22.13

Observe que o termo “êdh” que foi traduzido ao pé da letra poderia ter sido traduzido como “evidência”. Veja abaixo o exemplo:

"Porém se lhe for dilacerado, trá-lo-á como evidência[êdh] disso, e não pagará o dilacerado."
Shemoth/Êxodo 22.13

A evidência é uma prova de algo não é mesmo? Da mesma forma, Yeshua é a prova da ressurreição. Yeshua não é alguém que apenas viu, afinal, os sheliachim (apóstolos) também testemunharam, mas Yeshua é chamado de a Testemunha fiel porque ele é a prova de que todos nós ressurgiremos, em uma nova criação, um novo reino, para uma vida eterna.

Porém, temos que ir um pouco mais além, “testemunha” não é apenas uma evidência, mas também uma garantia, conforme podemos ver abaixo.

"Então disse Lãvãn/Labão: Este montão seja hoje por testemunha[êdh] entre mim e ti. Por isso se lhe chamou Gal’êdh"
Bereshith/Gênesis 31.48

Mas por que um montão de pedras se ela não pode ver ou ouvir? Como um montão de pedras poderia ser usado como uma evidência? Observe que o montão é usado como um sinal de garantia para ambas as partes. Eles utilizaram o montão como um sinal, pois as pessoas da antiguidade faziam associações físicas para demonstrar a solidez de suas promessas. O montão de pedras era algo solido e firme, que não se abala facilmente e que dura além da vida humana. Da mesma forma Yeshua é uma garantia firme e duradoura de uma promessa dada aos seus.

Alguns acham belo todas essas promessas e palavras de vitória, crendo que tudo vem fácil. Mas não é bem assim, pois, aquele que é o símbolo de uma promessa, também é símbolo de advertência.

"Mas Yehudhãh/Judá respondeu-lhe, dizendo: Fortemente nos protestou[hã’êdh he’idh] aquele homem, dizendo: Não vereis a minha face, se o vosso irmão não vier convosco."
Bereshith/Gênesis 43.3

Hã’êdh he’idh é uma expressão que significa uma dura repreensão, uma forte advertência, etc. Do mesmo modo, Yeshua nos dá uma promessa, mas, paralelamente sempre nos exortando à santidade. Quem busca uma promessa, mas não está disposto a seguir o caminho da santidade está fadado a condenação conforme podemos ver no pãsuq abaixo:

"Por boca de duas testemunhas[êdhim], ou três testemunhas[êdhim], será morto o que houver de morrer; por boca de uma só testemunha[êdh] não morrerá."
Devãrim/Deuteronômio 17.6

Êdh é uma garantia de promessas, mas também, é uma garantia de condenação. A testemunha é aquela pessoa que garante a inocência ou culpa. Os inocentes recebem o salário de sua inocência, e os culpados recebem o salário da sua culpa.

"As mãos das testemunhas[hã’êdhim] serão primeiro contra ele, para matá-lo; e depois as mãos de todo o povo; assim tirarás o mal do meio de ti."
Devãrim/Deuteronômio 17.7

Conclusão

Yeshua é a testemunha fiel, e isto significa:

  • Yeshua presenciou a promessa da ressurreição;
  • Yeshua é a prova que esta promessa é uma promessa verdadeira;
  • Yeshua é a garantia firme que receberemos esta promessa;
  • Através de Yeshua somos exortados à santidade para não sermos culpados;
  • A testemunha é decisiva no julgamento, dando a vida eterna aos santos e condenação aos pecadores.

Mas espere um pouco, a Torãh não diz que é necessário o depoimento de duas testemunhas para haver condenação?

"Mas eu tenho maior testemunho do que o de Yochãnãn/João; porque as obras que o Pai me deu para realizar, as mesmas obras que eu faço, testificam de mim, que o Pai me enviou. E o Pai, que me enviou, ele mesmo testificou de mim. Vós nunca ouvistes a sua voz, nem vistes o seu parecer."
Yochãnãn/João 5.36-37

Aqueles que se afastam do Pai, não seguindo seus caminhos, tem o testemunho do Pai e do Filho para a condenação, assim como os santos também terão o testemunho de ambos para a vida eterna!

Material produzido por: Edenyah ben Adam
Conecte-se conosco no Facebook
Siga-nos no Instagram
Siga-nos no Twitter
Se inscreva em nosso Canal
Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Proibida a reprodução sem o consentimento dos responsáveis