Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Notícias
Problemas traumáticos podem ser transferidos pelo esperma
Crianças de pessoas que sofreram uma experiência extremamente traumática estão mais propensas a desenvolver problemas com sua saúde mental.

E uma nova pesquisa mostra que isto ocorre por que o trauma gera mudanças no esperma.

Estas mudanças podem causar na criança desordem bipolar e é tão forte que pode ser passado até para o neto daquele que sofreu o trauma.

Psicólogos já há muito sabem que experiências traumáticas podem provocar desordem de conduta que é passado através das gerações.

Contudo, eles estão apenas começando a entender este fato.

Pesquisadores da Universidade de Zurique e ETH Zurique agora pensam que chegaram um passo mais próximo da compreensão dos efeitos dos traumas que são passados pelas gerações.

Pesquisadores acharam que pequenas moléculas RNA (moléculas que regem um grande alcance das regras vitais no nosso corpo) são feitas a partir do DNA pelas enzimas que lêem específicas sessões do DNA e usam estas sessões como modelo de produção correspondendo com RNA.

Outras enzimas podem esvaziar estas RNAs em sua forma madura.

Células naturalmente contem um grande número de diferentes pequenas moléculas RNA que são chamadas de microRNAs.

Estes tem funções reguladoras, tais como controle de quantas copias de uma proteína particular será produzida.

Os pesquisadores estudaram o número e o tipo de microRNAs produzidos por um rato adulto exposto à condições traumáticas na juventude e compararam com outro rato que não sofreu traumas.

Eles descobriram que o stress traumático gera uma boa quantidade de microRNAs no sangue, cérebro e esperma (enquanto alguns microRNAs são produzidos em excesso, outros em menor quantidade correspondente de tecido e controle de célula dos animais. Estas alterações resultaram no desequilíbrio do processo celular que normalmente é controlado pelas microRNAs. Depois das experiências traumáticas, o rato se comportava de forma evidentemente diferente) eles parcialmente perderam sua natural aversão por espaços abertos e feches brilhantes de luz, também demonstrando sinais de depressão.

Este sintomas comportamentais também foram transferidos para a geração seguinte pelo esperma, mesmo não expondo os seguintes à qualquer situação de stress traumático.

Você pode ler a fonte original da notícia (que está em inglês) no link abaixo.

http://www.jewsnews.co.il/2014/04/27/how-the-trauma-of-life-is-passed-down-in-sperm-affecting-the-mental-health-of-future-generations/

Porém, gostaria de ressaltar o que me chamou bastante atenção neste artigo.

Na Torãh HaShem diz:

"YHWH é longânimo, e grande em misericórdia, que perdoa a Iniqüidade e a transgressão, que o culpado não tem por inocente, e visita a Iniqüidade dos pais sobre os filhos até a terceira e quarta geração."
Bamidbãr/Números 14.18

Por acaso estaria a ciência provando aquilo que YHWH revelou ao seu povo há mais de 3000 anos atrás?

Apesar de que na experiência, os traumas eram impostos. Mas gostaria que você leitor refletisse no seguinte. Será que o pecado não nos inflige traumas?

Esta é apenas mais uma prova que a Torãh foi dada ao Povo através de um Ser Superior, e não é uma invenção de Homens!

Material produzido por: Edenyah ben Adam
Conecte-se conosco no Facebook
Siga-nos no Instagram
Siga-nos no Twitter
Se inscreva em nosso Canal
Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Proibida a reprodução sem o consentimento dos responsáveis